A importância do crédito pós-crise

importancia do credito pos-crise

O acesso ao crédito é o que movimenta a Economia. Se as pessoas não têm dinheiro, elas deixam de comprar. Consequentemente, as empresas deixam de faturar. Sem faturamento, as organizações começam a demitir e a consumir menos de seus fornecedores, gerando um impacto em cascata.

Este cenário está bastante evidente no momento atual. A pandemia de coronavírus obrigou as empresas a fechar suas portas, reduzir salários e até demitir uma parcela de funcionários.

O reflexo não poderia ser outro: menos consumo, mais empresas fechando definitivamente. Tudo pela falta de acesso a crédito. Afinal, é o consumo que faz com que a Economia se fortaleça, gere empregos e crescimento.

Continue a leitura e entenda melhor a importância do crédito no pós-crise!

Movimentação da economia

O primeiro fator que faz do crédito uma peça-chave na recuperação pós-crise é a movimentação da economia.

Se as pessoas param de comprar, as empresas deixam de faturar e, consequentemente, deixam de produzir, reduzem o volume de compras dos fornecedores da cadeia de suprimentos e param de gerar empregos, aprofundando ainda mais a falta de consumo.

Sem vender, as organizações não conseguem pagar seus compromissos financeiros, podendo chegar a atrasar salários e assim comprometer outras questões que são valiosas para a continuidade do negócio, como a produtividade dos colaboradores.

Portanto, o acesso a crédito é o que garante a sustentabilidade do sistema que vivenciamos hoje. Sem ele, fica difícil pensar em reverter a crise e voltar a crescer.

Tranquilidade para superar desafios

Neste momento, pessoas e empresas estão passando por desafios nunca imaginados.

Muitos optaram pela redução salarial de suas equipes para evitar a demissão. Assim, diversos trabalhadores tiveram sua remuneração reduzida em 30%, 50% e em até 70%.

Desta forma, a perda de uma parte do orçamento, mesmo que temporária, pode ter um efeito longo e devastador na economia familiar  de muitos trabalhadores.

Nesse momento de apreensão, a ajuda mútua pode ser um grande diferencial. Se, por um lado, os trabalhadores compreendem a necessidade de redução salarial, por outro, a empresa pode buscar meios de prestar um suporte  a essa deficiência financeira dos funcionários, como a oferta de empréstimo com desconto em folha de pagamento.

Dica: Saiba quais são as melhores formas de emprestar dinheiro

A formalização de uma parceria com uma empresa que ofereça esse tipo de crédito, como a EmCash, pode tranquilizar os trabalhadores e ajudá-los a superar seus desafios pessoais por meio do empréstimo com desconto em folha.

Com taxas de juros muito abaixo das praticadas pelos bancos tradicionais e a possibilidade de estender o pagamento por até 36 meses, o trabalhador pode contratar uma linha de crédito que atenda esta demanda temporária da redução salarial.

Este benefício disponibilizado pela empresa evita que o profissional tenha que recorrer à opções como cheque especial ou parcelamento do cartão de crédito, que têm altos custos financeiros, os quais só geram mais dificuldade financeira para sanar as dívidas no futuro. 

Maior engajamento e produtividade

A produtividade, assim como o engajamento com a empresa, está estreitamente relacionada ao estado emocional do trabalhador.

Se há qualquer tipo de insatisfação relacionada ao empregador ou se o funcionário passa por um problema familiar, automaticamente seu compromisso com o trabalho é afetado.

Com a queda da produtividade dos trabalhadores, a qualidade dos resultados é afetada e, consequentemente, a lucratividade do negócio.

Leia também: Como o endividamento pode afetar a produtividade da empresa

A dificuldade financeira é um dos fatores que mais abala o emocional das pessoas. Portanto, em um momento tão delicado quanto o que estamos vivendo com a crise do coronavírus, o acesso a crédito se torna um fator essencial para que a sua empresa continue produzindo, gerando empregos e movimentando a Economia.

Certos de que seus compromissos financeiros serão honrados, os trabalhadores se sentem mais motivados a continuar desempenhando suas atividades,  com a produtividade desejada.

Ao mesmo tempo, sabendo que a empresa compreende a situação pela qual eles estão passando, os trabalhadores reconhecem que este é um benefício relevante e também se sentem mais conectados à empresa, desenvolvendo maior lealdade.

Maior facilidade na gestão de benefícios

Como forma de auxiliar os trabalhadores em momentos difíceis, muitas empresas optam por realizar adiantamentos salariais. Embora seja uma prática que demonstra sua preocupação para com os colaboradores, gera um trabalho adicional para o setor de gestão de pessoas.

Além disso, o adiantamento salarial acaba sendo como uma fatura de cartão de crédito, pois no próximo mês o funcionário será descontado e terá menos recursos para se manter no período.

Ainda, o adiantamento salarial é um recurso que sai do caixa da empresa, reduzindo seu capital de giro e exigindo um maior controle por parte do financeiro.

A concessão de crédito com desconto em folha de pagamento pode ser gerido com mais facilidade e sem comprometer o caixa da empresa. Para tanto, basta firmar parcerias estratégicas com empresas que facilitam o acesso ao crédito para pessoas físicas, como a EmCash.

Com o app da EmCash, o colaborador solicita seu crédito com apenas alguns cliques, tendo o retorno sobre a análise de crédito em poucas horas. Rapidamente o valor é creditado na conta dele e a sua empresa faz a gestão desse benefício por meio de uma plataforma fácil e intuitiva de lidar.

Concentração do crédito no mercado bancário 

A escassez do crédito no Brasil é decorrente principalmente da grande concentração do sistema financeiro em 3 grandes bancos privados e 2 bancos públicos.

A falta de concorrência na disponibilidade de crédito e a baixa atratividade das empresas de pequeno e médio porte para estes bancos tradicionais possibilitam também o crescimento escalonado das taxas de juros no Brasil. 

O volume de crédito no Brasil é inferior a 50% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, enquanto nos países desenvolvidos este volume ultrapassa 1,2 vezes o PIB. 

Uma alternativa relevante que o Banco Central vem trabalhando é buscar incentivar as Fintechs, plataformas de tecnologia, através de aplicativos móveis, a serem veículos eficientes na disponibilidade do crédito e na gestão das carteiras dos empréstimos a pessoas físicas e jurídicas. 

Concluindo a conversa

Como você pôde notar, a importância do crédito não está apenas em ajudar as pessoas a se manterem financeiramente, mas, principalmente, na retomada da Economia e das atividades empresariais.

Afinal, sem crédito os consumidores deixam de consumir e, por consequência, as empresas param de faturar, paralisando o mercado.

Então, se você é empresário e deseja identificar alternativas para suportar seus colaboradores neste momento de crise, sem trazer riscos trabalhistas, não perca mais tempo.

Ajude seus colaboradores a terem acesso a crédito seguro e facilitado e contribua para a retomada da Economia. Fale com a gente