Capital humano: o que é e como desenvolver?

capital humano o que e

Capital humano é o valor que os colaboradores trazem para seu trabalho. A combinação de suas habilidades, experiências, seus conhecimentos e comportamentos fazem dessa bagagem um ativo valioso para as empresas.

E ajudar os profissionais a desenvolver suas competências – seja com conhecimento teórico ou vivências práticas – pode ser crucial para gerar mais valor ao negócio.

Por isso, entenda agora como investir no capital humano e por que isso é importante para a sua empresa.

O que é capital humano?

Capital humano é um termo trazido por Theodore W. Schultz, Prêmio Nobel de Economia em 1979, em um artigo publicado na revista American Economic Review. Segundo o economista,

“Capital humano é a capacidade de conhecimentos, competências e atributos da personalidade de uma pessoa ao desempenhar um trabalho de modo a produzir valor econômico”.

Ao entender que cada pessoa tem um repertório diferente e pode agregar valor ao trabalho de maneira singular, o desafio dos profissionais de Gestão de Pessoas e RH das empresas é potencializar esse conhecimento.

Proporcionar condições de desenvolvimento pessoal e profissional e trazer mais qualidade de vida ao funcionário, portanto, é essencial para melhorar o desempenho do negócio.

Por que sua empresa precisa de um alto capital humano?

Estamos na era da indústria 4.0, da transformação digital e robotização de tarefas rotineiras. Mas paralelo à onda cibernética, está a gestão humanizada e a valorização das pessoas. Afinal, empresas são formadas por pessoas e prestam serviços ou vendem produtos destinados a pessoas.

Embora a inteligência artificial esteja cada vez mais avançada, nada ainda substitui a criatividade humana, o “jogo de cintura” para resolver problemas, a motivação para inovar. E é daí que vem o diferencial competitivo de qualquer negócio.

Junto às novas tecnologias, é preciso ter pessoas capacitadas e qualificadas para fazer uma boa análise de dados e encontrar soluções para aprimorar os processos do negócio.

Desenvolver o capital humano contribui para:

Motivar as equipes e dar autonomia

Criar condições para desafiar os colaboradores no trabalho e dar subsídios para seu crescimento é fundamental para gerar motivação no dia a dia. Pessoas que se sentem reconhecidas e que têm domínio do que fazem trabalham com muito mais afinco.

Da mesma maneira, elas também criam autonomia em suas tarefas e capacidade de tomar decisões por conta própria. E isso faz com que a demanda por supervisão por parte das lideranças seja menor.

Aumentar a produtividade

Com isso, é possível ampliar a força de trabalho e produzir mais, em menos tempo e com menos recursos. Pessoas qualificadas erram menos, desperdiçam menos tempo com a curva de aprendizado e estão mais engajadas em suas metas.

Com equipes mais produtivas, é provável que as entregas ao cliente sejam mais qualificadas, o que abre as portas para uma maior lucratividade.

Reduzir o turnover e reter talentos

Um dos grandes desafios das empresas atuais é manter seus bons funcionários – seu capital humano – na empresa. Principalmente entre as novas gerações Y e Z, é incomum que o jovem se mantenha em um mesmo emprego por muito tempo.

Porém, quanto mais tempo um funcionário passa em uma empresa, mais ele se sente parte do negócio, toma as metas organizacionais como suas e menos precisa de instruções da liderança.

Ao investir no capital humano, o colaborador se sente reconhecido e a rotatividade tende a diminuir.

Como ajudar os colaboradores a desenvolvê-los?

Pessoas possuem uma capacidade cognitiva e de desenvolvimento ilimitada e, ao encorajar esse crescimento, todo mundo ganha.

O primeiro passo, é claro, é acertar no recrutamento e seleção. Ao contratar profissionais alinhados à cultura organizacional, a empresa passa a contar com um grande valor interno.

Veja como os líderes e gestores de RH podem impulsionar o capital humano:

1.      Capacitação e treinamentos

Investir em treinamento é fundamental para desenvolver as habilidades da equipe. Profissionais mais capacitados oferecem entregas com melhor qualidade.

Além de workshops, palestras, cursos internos, também é possível oferecer bolsas de estudo e descontos em pós-graduações, cursos técnicos e de aperfeiçoamento.

Fora o conhecimento técnico, é importante também desenvolver as soft skills, que são as habilidades sociais, emocionais e psicológicas. Para isso, é possível oferecer benefícios corporativos como desconto em terapia, realizar encontros sociais promovidos pela empresa, além de outros métodos.

2.      Plano de carreira

Para que o profissional se sinta motivado e engajado com o propósito de trabalho, é interessante também traçar um plano de carreira.

Quando o colaborador sabe exatamente por quais etapas irá passar na hierarquia da empresa e por quanto tempo, ele fica motivado para alcançar seus objetivos. Funcionários sem metas definidas e sem perspectiva de futuro podem ficar desanimados. É preciso fazer com que se sintam úteis e valiosos ao negócio.

3.      Benefícios corporativos

A política de benefícios corporativos  é um dos principais motivos de permanência dos colaboradores nas empresas. Grande parte dos profissionais se sente valorizado quando a empresa conta com benefícios personalizados e que, de fato, atendam suas necessidades.

A política de bonificações deve ter o foco no bem-estar do funcionário, para melhorar sua qualidade de vida e proporcionar melhores condições de saúde física, mental e financeira.

Procure fazer uma avaliação do seu plano atual e se eles estão realmente alinhados às expectativas das equipes. Para ampliar o capital humano, você pode oferecer, por exemplo:

  • Bonificações à equipe ao atingir determinadas metas de desempenho;
  • Possibilidade de desenvolvimento técnico, com treinamentos e cursos;
  • Plano de saúde, seguro de vida e auxílio psicológico para que o funcionário tenha tranquilidade em relação à sua saúde e de sua família;
  • Auxílio e bolsas escolares, para que os funcionários que tenham filhos possam ter mais tempo e disponibilidade para seu próprio desenvolvimento;
  • Educação financeira e empréstimo consignado privado para trazer mais estabilidade à vida econômica do colaborador.

Existem diversas categorias de benefícios e é preciso encontrar as que mais se adéquam à realidade da empresa.

O empréstimo consignado privado é um benefício que pode ser oferecido para que os funcionários tenham acesso a melhores condições de crédito. Com isso, eles poderão ter mais tranquilidade financeira ao pagar suas dívidas, já que o consignado permite ter juros mais baixos e fazer o pagamento das prestações diretamente na folha de pagamento.

Quer entender melhor? Então veja agora tudo sobre o empréstimo consignado como benefício corporativo e ofereça aos seus colaboradores!

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.