Como ajudar o próximo com pouco dinheiro

como ajudar o proximo com pouco dinheiro

Se você já acompanha o blog da EmCash, sabe que estamos sempre falando sobre a atual situação financeira dos brasileiros e como a crise tem impactado grande parte das famílias no país.

Mostramos como as empresas podem ajudar seus funcionários a sair dessa, mas a verdade é que não é necessário ser uma grande empresa ou ter muito dinheiro para ajudar.

Por isso, hoje vamos te mostrar 7 maneiras de ajudar as pessoas (e os animais, por que não?) mesmo sem ter muito dinheiro na conta. Olha só!

Leia também: Como economizar nas contas de casa.

7 ideias de doações que você pode fazer com pouco ou nenhum dinheiro

Se fazer grandes doações em dinheiro é um problema, tudo bem. Você pode ajudar muito, mesmo com pouco. Existem diversas maneiras de contribuir para a vida de uma pessoa, que vão além da doação monetária:

1.      Doe sangue

Os hemocentros das cidades brasileiras estão sempre precisando de reposição para os bancos de sangue. O material coletado é utilizado para fins terapêuticos, para pacientes que passam por tratamentos e intervenções médicas de alta complexidade.

Ao doar sangue, você doa vida e uma esperança para que outras pessoas possam ter uma vida saudável. Sabia que uma única doação pode salvar a vida de até 4 pessoas?

Podem doar pessoas saudáveis entre 16 e 69 anos, que pesem mais de 50 kg e atendam aos pré-requisitos estipulados pelo Ministério da Saúde e secretarias estaduais de saúde.

Existem algumas restrições para a doação de sangue, para garantir a segurança e saúde dos receptores da transfusão. Por isso, antes de doar, confira as normas com o hemocentro ou hospital da sua cidade.

2.       Seja um doador de órgãos e medula óssea

Além do sangue, você também pode ser um doador de órgãos ou de medula óssea, procedimentos fundamentais para salvar a vida de milhares de pessoas.

Entre 2019 e 2020, o número de pessoas à espera de uma doação de órgãos no Brasil foi de 50 mil, um recorde até o momento. Em contrapartida, o número de doadores caiu em 2020, em virtude da pandemia da Covid-19, para evitar possíveis contaminações.

Você pode ser doador de duas maneiras:

  • Doador em vida, que pode doar um dos rins, parte do fígado e do pulmão, sem prejuízo à sua saúde; e da medula óssea, para pacientes com algum tipo de câncer no sangue, como a leucemia. 
  • Doador após falecimento, que é quando a família autoriza a doação dos órgãos de quem teve morte encefálica. Para isso, você só precisa avisar a sua família sobre sua vontade de ser doador.

3.      Seja voluntário

Você também pode ajudar muitas pessoas e animais se trabalhar como voluntário em uma instituição. As ONGs e empresas sociais estão sempre precisando de pessoas para ajudar e você pode contribuir doando seu tempo e suas competências.

É possível oferecer serviços ligados à sua profissão, como um contador que se voluntaria para organizar as contas da instituição, ou mesmo exercer outras atividades — como cozinhar ou distribuir marmitas para pessoas em situação de rua, por exemplo.

As possibilidades de ser voluntário são muitas e a recompensa afetiva é enorme!

4.      Adote um animal ou contribua com os abrigos

Segundo a Agência Nacional de Direitos Animais (ANDA), existem mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, à espera de um novo lar. Milhares de ONGs fazem um trabalho importante em resgatar cães e gatos e vaciná-los, vermífuga-los, alimentá-los e dar um abrigo temporário até que o pet encontre um tutor.

Adotar um animal de estimação é extremamente recompensador, já que você terá um companheiro por muitos anos ao seu lado. Mas é importante fazer uma adoção consciente e responsável: pense bem sobre os custos financeiros de ter um animal e sobre sua disponibilidade para fazer companhia, alimentar, brincar, passear, levar ao veterinário e outras funções.

Se você não tiver esse tempo, você pode também contribuir financeiramente ou doar rações para os abrigos.

5.      Doe livros e brinquedos

Lares de idosos, creches, escolas, bibliotecas públicas, ONGs de cuidados com crianças e pessoas carentes e outras instituições estão sempre em busca de livros, revistas e brinquedos.

Seja para entretenimento ou para educação, os objetos que estavam parados na estante ou no armário da sua casa podem transformar o mundo de quem precisa.

6.      Doe agasalhos e cobertores

Os invernos estão cada vez mais frios no Brasil e as pessoas em situação de rua estão sofrendo. As campanhas de agasalhos neste período têm um papel importante para aquecer e até salvar a vida de muitas pessoas, evitando a hipotermia.

Procure por cobertores e roupas de frio que você e sua família não usam mais e distribua nas instituições e igrejas que fazem o recolhimento.

7.      Doe produtos de limpeza e higiene pessoal

Por fim, vamos falar de algo que demandará um gasto financeiro, porém mínimo. Lembre-se que a doação de um produto já faz muita diferença para quem precisa. Afinal, se várias pessoas doarem apenas um item, já serão muitas doações realizadas.

Sobretudo os locais para abrigo de idosos e pessoas sem moradia têm uma grande demanda de material de limpeza e, também, de higiene pessoal – como escovas dentais, shampoo, sabonetes, fraldas infantis ou geriátricas etc.

Além de garantir o bem-estar das pessoas, esses itens são fundamentais para prevenir doenças e garantir uma vida mais saudável e digna às pessoas em necessidade.

Agora que demos diversas inspirações para fazer o bem, é só começar a agir! Se você quer saber como melhorar a sua condição financeira e, com isso, ajudar mais e mais pessoas, veja agora dicas de controle financeiro para quitar suas dívidas ou economizar.

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.