Diversificação da carteira de investimentos: entenda a importância

Diversificação a carteira de investimentos é uma das principais estratégias usadas pelos investidores que desejam assegurar uma melhor rentabilidade e principalmente minimizar o risco de perda do principal investido. Afinal, como diz aquele velho ditado: “nunca coloque todos os seus ovos em uma única cesta”.

Nesse sentido, você precisa tomar esse cuidado para evitar que os riscos de suas aplicações fiquem ancorados somente em um papel, título ou outro produto financeiro. Além disso, a diversificação dos investimentos é uma prática que também permite experimentar várias rentabilidades e os diferentes níveis de segurança de um investimento.

Quer saber como fazer isso? Então, acompanhe-nos nesta leitura e descubra tudo o que você precisa saber sobre a diversificação de investimentos.

O que é uma carteira de investimentos?

A carteira de investimentos, basicamente, é o conjunto de todas as aplicações que um investidor possui. Ela pode ser composta de títulos de renda fixa, como Tesouro Direito e letras de crédito, bem como de outros mais arriscados, como ações, fundos imobiliários, entre outros.

A diversificação da carteira de um investidor independe, em partes, do volume financeiro que ele tem para aplicar. Em outras palavras a boa prática de investimento pessoal está associada à sua característica como investidor, que pode ser: conservador, moderado, agressivo. Em todos os casos, recomenda-se que parte do investimento seja aplicado em operações que garantam uma maior rentabilidade sobre o montante aplicado, contudo assumindo um pouco mais de risco na operação. O que vai diferir entre as modalidades de investimento é o percentual a ser aplicado em papeis mais conservadores, mas, consequentemente, com rentabilidade inferior e o quanto será aplicado em operações com rentabilidade superior.

Por isto, não se recomenda colocar todo o seu dinheiro em um único título, pois isto seria uma estratégia extremamente conservadora e podendo também ser considerada arriscada, mas vamos discorrer melhor sobre isso no próximo tópico.

Por que ter uma carteira de investimentos diversificada?

O motivo principal para ter uma carteira de investimentos diversificada é devido ao rateio do risco. No mercado existem os mais variados tipos de títulos, cada um com características diferenciadas. Os títulos de renda fixa, por exemplo, são extremamente seguros e proporcionam previsibilidade de receita para o investidor, contudo os bancos cobram taxas de administração ou por operação que reduz ainda mais a rentabilidade final da operação.

Nos últimos anos, esse tipo de aplicação teve sua rentabilidade reduzida e o volume aplicado sendo direcionado à busca de novas opções. Acredite, existem bancos em que a remuneração de alguns desses títulos não consegue, sequer, superar a inflação.

Isso fez com que as pessoas procurassem outras fontes de investimento, afinal, ninguém quer investir certo valor em dinheiro para, simplesmente,não ter uma rentabilidade no final do período. Um bom investidor sempre deve estar preocupado caso seu patrimônio esteja crescendo.

Com o efeito disso, muitos foram atrás dos títulos de renda variável, como ações, mercado futuro, fundos imobiliários, entre outros. Ocorre que, esse tipo de aplicação é extremamente volátil, ou seja, varia conforme os “humores” do mercado. E é exatamente nesse ponto que a diversificação da carteira de investimentos se torna tão importante.

Esse tipo de processo possibilita que o investidor divida os seus investimentos em vários títulos, papéis e empresas. Assim, caso alguma dessas fontes de aplicação perca valor de mercado, nem todo o seu dinheiro estará comprometido, apenas a parcela que está depositada naquele título.

Além disso, é possível obter diversos tipos de rentabilidade diferentes. Por exemplo, você pode experimentar um percentual de lucro aplicando em ações e outro no mercado futuro sem ter que ficar atrelado a uma taxa fixa e imutável, como ocorre com os títulos de renda fixa dos bancos tradicionais.

Mesmo quando essas aplicações estavam em alta, elas ainda conseguiam ser consideravelmente menores em termo de rentabilidade que outras opções de renda variável. Além disso, aplicando a estratégia da diversificação, você reduz em muito os seus riscos e potencializa o seu lucro.

Como diversificar meus investimentos?

Agora que você já sabe o que é a diversificação da carteira de investimentos e entendeu a importância dessa prática, vamos discorrer sobre as formas de se fazer isso. Inicialmente, você pode optar por investir em ações e fundos imobiliários.

Com relação à primeira opção, existem empresas que são extremamente seguras e podem proporcionar boas rentabilidades para o investidor. Assim, se você puder adquirir vários lotes de empresas distintas, deixará seu dinheiro mais seguro.

Você também pode utilizar os fundos imobiliários. Nos últimos meses, essas aplicações cresceram muito especialmente graças à recuperação da credibilidade do Brasil perante os olhos dos investidores. Isso não é muito difícil de ser notado. Por onde você vai é possível encontrar empreendimentos imobiliários sendo construídos e o dinheiro que é utilizado para isso, na imensa maioria dos casos, vem de investidores desses fundos.

Por fim, uma estratégia muito vantajosa de diversificar os seus investimentos é investir em produtos oriundos das fintechs, como a EmCash. As fintechs basicamente, são empresas que oferecem produtos financeiros às pessoas ou empresas. O termo vem da união das palavras finance e technology que, traduzindo para o bom português, significam finanças e tecnologia. Reguladas pelo Banco Central do Brasil as fintechs têm por objetivo oferecer uma série de soluções financeiras de forma simples, rápida e intuitiva.

Em muitos casos, as pessoas ou empresas podem solicitar esses serviços utilizando apenas um computador ou até mesmo o celular. Esse tipo de negócio vem crescendo exponencialmente no Brasil e a tendência é que esse crescimento seja ainda maior nos próximos anos à medida que mais pessoas começarem a conhecer esse tipo de serviço.

Atualmente, como as coisas na internet demoram certo tempo para conquistar o coração das pessoas mais desconfiadas, esse tipo de serviço não chegou a todos. Entretanto, em poucos meses, veremos um crescimento gigantesco desse tipo de empresa, o que facilitará ainda mais o investimento nelas.

Uma vantagem a ser considerada no investimento em fintechs é o fato de que elas são algo novo, logo poucas pessoas estão aplicando nessa modalidade no momento. Sendo assim, você tem a oportunidade de surfar nessa onda de oportunidades enquanto o mercado ainda está se desenvolvendo. Quem começar a lucrar com ele a partir de agora tem mais chances de obter ganhos maiores no futuro.

Nesse sentido, você pode fracionar os seus recursos a serem investidos de acordo com o perfil do investidor. Por exemplo, colocar 30% em títulos de renda fixa para ter uma segurança maior e distribuir o restante entre as outras modalidades que mencionamos neste artigo, sempre colocando o menor percentual nas aplicações mais arriscadas.

Por fim, podemos concluir que a diversificação da carteira de investimentos é uma estratégia crucial para todo investidor que quer crescer o seu patrimônio e reduzir seus riscos. O melhor de tudo é que essas aplicações são muito simples e acessíveis para a maioria dos investidores. Portanto, não há justificativa para não diversificar.

Quer saber mais sobre investimentos? Então confira: o que é empréstimo entre pessoas e como investir nesta modalidade.

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.