Empréstimo com desconto em folha: entenda o que é e como funciona

Você sabe como funciona o empréstimo com desconto em folha e quais suas principais características? Apesar de muitas financeiras oferecerem esse serviço aos trabalhadores, com certa frequência, existem muitos questionamentos sobre suas regras.

Trata-se de uma das modalidades mais negociadas pelos bancos, principalmente, para servidores públicos, pensionistas, aposentados e, normalmente, para empresas privadas com mais de 300 funcionários.

Como se trata de um desconto em folha de pagamento e, por isso, parte da renda do trabalhador é comprometida por um determinado período, é necessário que não haja um outro comprometimento da renda com outra dívida. Apesar de ser uma grande ajuda, ela deve ser avaliada como uma forma clara de trocar uma dívida de alto custo, por exemplo cartão de crédito ou cheque especial, por uma dívida mais controlada e com custo financeiro muito menor.

Neste artigo, vamos falar sobre esse tipo de empréstimo e suas principais características. Veja!

O que é empréstimo com desconto em folha?

Trata-se de uma modalidade na qual as parcelas do empréstimo são abatidas, a cada mês, na folha de pagamento do trabalhador. Também conhecido como empréstimo consignado, é uma alternativa de quitar dívidas, tornando-se uma ajuda importante em momentos de sufoco financeiro.

Quem tem direito?

Nem todos os trabalhadores têm direito ao empréstimo consignado na folha de pagamento. Confira quem pode utilizar esse serviço:

  • trabalhadores regidos pelo CLT;
  • aposentados e pensionistas;
  • servidores públicos em geral.

Ter carteira assinada não é certeza de que você conseguirá um empréstimo com desconto em folha. Para isso, a empresa em que trabalha deve ter um convênio com o banco ou com uma fintech que possua esse tipo de serviço.

Pensionistas, aposentados e funcionários públicos conseguem o serviço com maior facilidade, porque os grandes bancos tradicionais focaram neste tipo de cliente. Já para os colaboradores das empresas de médio e pequeno porte, os bancos tradicionais não identificavam viabilidade na operação devido o grande nível de burocracia que é aplicado aos seus processos internos.

Como funciona?

Para funcionários de empresas que tenham convênio, basta que o funcionário solicite ao setor de RH o empréstimo com desconto em sua folha de pagamento. A partir disso, uma proposta com a solicitação é enviada ao banco, com aprovação imediata em grande parte dos casos — visto que geralmente existe uma parceria entre a empresa e a instituição financeira em questão.

No entanto, há casos em que a proposta, após o envio pela empresa, é rejeitada pelo banco. A explicação mais recorrente está associada ao valor do empréstimo, uma vez que a parcela mensal não pode comprometer acima de 35% da renda do trabalhador. Por isso, dependendo do valor solicitado, pode haver uma recusa por parte da financeira.

Após a aprovação do empréstimo pelo banco, o valor total é parcelado e descontado mensalmente na conta corrente do funcionário. A partir daí, ele terá um desconto mensal na sua folha de pagamento.

O trabalhador pode solicitar esse empréstimo diretamente ao banco?

Sim. No entanto, na maioria das vezes, os bancos preferem os contratos firmados em parceria com as empresas, pois representam uma segurança maior em relação ao pagamento das parcelas.

A melhor medida, diante da necessidade de um empréstimo, é sempre por intermédio da empresa ao qual o trabalhador esteja vinculado.

Quem tem nome negativado consegue empréstimo com desconto em folha?

Apesar de ser mais difícil alguém negativado solicitar crédito, essa opção pode ser sua maior chance de conseguir um empréstimo. O maior motivo para isso é o fato de ficar atrelado à folha de pagamento e o salário ser uma garantia de que as parcelas serão pagas. Por isso, as instituições financeiras acabam negociando e, muitas vezes, liberando o crédito.

Se houver demissão, como serão pagas as parcelas?

Em casos de demissão de trabalhadores regidos pela CLT, o banco ou a fintech de crédito tem a garantia do pagamento do saldo devedor por meio dos recursos recebidos na rescisão do contrato. No caso de esse valor não ser suficiente, o trabalhador desligado deverá manter o pagamento das parcelas acordadas em contrato.

Quais as vantagens do crédito consignado?

Para quem necessita de um reforço financeiro, é uma opção prática e mais vantajosa. Para a instituição financeira, que concedeu o crédito, é uma transação mais segura, já que a pessoa que solicitou será descontada em folha. Assim, o risco de não honrar com a dívida é zero. Confira as principais vantagens:

  • facilidade para negociar: como a instituição financeira tem garantias maiores, existem mais facilidades na transação, como a rápida liberação do empréstimo;
  • taxas de juros menores: o empréstimo consignado oferece taxas de juros menores, quando comparado às demais linhas de crédito;
  • prazos mais longos: o crédito consignado pode ser parcelado em prazos mais longos, diminuindo, dessa forma, o valor das parcelas.

Trata-se de uma alternativa para sanar problemas financeiros emergenciais.

Quais são as desvantagens?

Da mesma forma que existem as vantagens, as desvantagens devem também ser analisadas. Confira:

  • dívida em longo prazo: a dívida é longa e se no meio do caminho surgirem imprevistos financeiros, essa não será mais uma alternativa de socorro. Por isso, a dica é solicitar o empréstimo em caso de extrema necessidade;
  • no caso de perder o emprego: nessa situação haverá a alternativa de quitar o saldo devedor à vista ou manter o pagamento das parcelas mensalmente conforme acordado. Importante avaliar no momento da formalização do contrato de empréstimo a contratação do seguro prestamista. Este seguro garante o pagamento de alguns parcelas seu seu nome no caso de perda do vínculo empregatício.

Quais os cuidados que você deve tomar com o empréstimo consignado?

Ao contratar um empréstimo que será descontado em folha, alguns cuidados merecem atenção. Veja quais são eles:

  • verifique se a instituição financeira, seja um banco ou uma fintech, a qual solicitará empréstimo está autorizada pelo Banco Central;
  • não forneça a ninguém, em qualquer hipótese, seu cartão magnético ou a senha do banco, uma vez que não fazem parte de documentos requeridos na solicitação de empréstimo bancário;
  • pesquise as taxas de juros praticadas por diferentes bancos. Verifique também a proposta em uma fintech, pois estas empresas estão apresentando normalmente taxas muito mais competitivas que os bancos tradicionais: pode haver muita diferença entre elas.

Um cuidado que você não deve se esquecer é quanto às suas condições financeiras. Analise se realmente necessita do empréstimo, já que a parcela comprometerá parte de sua renda mensal.

Existe um valor limite para solicitar o empréstimo com desconto em folha?

Como já comentamos, o valor requerido não poderá comprometer mais do que 30% do salário ou do benefício do solicitante. Por exemplo, se os seus proventos são de R$2.000,00, o valor das parcelas não pode ser superior a R$600,00. Vale lembrar que este é o valor da parcela, assim, se seu objetivo é tomar um empréstimo em 24 meses, neste caso você poderá tomar até um valor de R$ 14.400,00.

Como você conferiu, recorrer ao empréstimo com desconto em folha tem suas vantagens. Contudo, essa decisão deve ser muito estudada, afinal, boa parte de seu salário será comprometida.

Gostou desse post, tem mais alguma dúvida sobre empréstimo consignado e outros tipos de transações financeiras? Continue de olho no blog da EmCash!

Veja também: 6 dicas de controle financeiro para quitar suas dívidas.

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.