7 hábitos que atrapalham a sua vida financeira

Sabemos que manter a vida financeira em ordem, sem dívidas e com dinheiro no bolso é uma tarefa muito complicada. Mas você sabia que existem alguns hábitos que atrapalham a vida financeira e tornam ainda mais difícil a incrível missão de “ficar no azul”?

É claro que esse é um caminho não tão simples assim. Estar em dia com as finanças requer tranquilidade, conhecimento e autocontrole. E identificar hábitos que atrapalham a vida financeira e lutar contra eles é um trabalho diário.

Apesar disso, essa é uma atitude extremamente necessária para ter, não só uma vida financeira mais saudável, mas voltar a viver com menos estresse e menos preocupação com as contas. Veja só 7 hábitos que você pode mudar hoje!

7 hábitos que atrapalham a sua vida financeira

Você já deve ter escutado falar que educação financeira deveria ser ensinada nas escolas, e essa é uma verdade. Com informação sobre como manter a vida financeira estável e investir no futuro, muitos adultos hoje não estariam com as finanças em meio a uma bola de neve.

Desde cedo alimentamos hábitos financeiros ruins, que precisam ser mudados o quanto antes para colocar a vida em ordem.

Confira abaixo alguns desses hábitos e o que fazer para sair deles:

1.     Impulsividade e senso de imediatismo

“Esse produto está com um mega desconto. Se eu não comprar agora, depois vou pagar muito mais caro por ele”. E lá vai você gastar com algo que nem precisava tanto.

Esse é um dos principais hábitos que atrapalham a vida financeira: a impulsividade de compra de um produto ou serviço, sem a avaliar com consciência se você precisa realmente dele.

Além disso, agir por impulso no consumo pode significar comprar algo que, pesquisando melhor, você talvez conseguisse adquirir por um valor menor.

E aqui vai uma dica importante: planejar suas finanças, entradas e saídas de dinheiro, pode significar mais tranquilidade financeira.

Veja como fazer seu planejamento financeiro pessoal.

2.     Atrasar pagamento de contas

Os boletos estão entre os principais responsáveis pelo descontrole financeiro dos brasileiros. Ao não pagar uma conta em dia, você fica inadimplente, pode ter seu nome inscrito nos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa, e ainda tem que pagar multa e juros altos sobre o valor inicial da fatura.

Essa dor de cabeça realmente não vale a pena.

Por isso, se organize para efetuar o pagamento da conta até a data de vencimento. Caso precise, peça a alteração dessa data para uma que seja melhor para você.

3.     Usar o cartão de crédito excessivamente

O cartão de crédito se tornou a forma de pagamento mais utilizada atualmente. E não é para menos. Com o uso do cartão, você pode gerenciar seus gastos em um só lugar, além de gerar milhas e pontos para trocar por benefícios.

Mas essas facilidades também contribuem para um fator preocupante: muitas pessoas acabam usando o cartão excessivamente, se esquecendo dos limites e excedendo o valor da sua renda total, ou seja, usar de forma descontrolada o cartão de crédito pode significar uma grande dívida.

E ainda tem aquelas pessoas que acabam pagando o valor mínimo da fatura, gerando dívidas sobre dívidas. A dica nesse caso é: esqueça do limite disponibilizado no cartão e defina o seu próprio limite de gastos.

Veja como sair da dívida com cartão de crédito.

4.     Não ter um fundo para emergências

Incidentes e emergências acontecem, por isso é preciso que você esteja preparado para elas, para não ser pego de surpresa e ter que desembolsar um valor que não estava esperando.

Nossa dica é ter uma reserva de emergência, além dos possíveis investimentos que você possa fazer.

Esse hábito de não ter uma reserva não é só seu. Um levantamento mostrou que 62% dos brasileiros não tinham essa reserva quando chegou a pandemia.

Esse é um ponto crucial para quem pensa no futuro e não quer ter que pedir dinheiro para familiares, amigos ou até fazer empréstimos emergenciais com juros altos.

5.     Querer ser igual a outras pessoas

Se comparar frequentemente com outras pessoas é a fórmula ideal para uma vida financeira descontrolada.

Entenda: se você sempre tem a sensação de infelicidade, frustração ou acha que as outras pessoas são melhores que você, é comum que você queira se tornar alguém que você não é, gastando compulsivamente para isso.

Muitas pessoas cometem abusos financeiros em busca de uma outra versão de si mesmo, de aceitação ou status. E isso é um erro não só para sua saúde mental, mas também para sua saúde financeira.

Por isso, trabalhe o autoconhecimento, valorize o que você construiu e entenda seus limites. Planeje seu futuro financeiro com base no que você é e o que consegue, sem alimentar a ansiedade ou a vontade de ter além do que você pode ter.

6.     Pensar somente no momento presente

Ter uma vida financeira equilibrada depende de um planejamento para o futuro. E é aí que muitas pessoas erram.

Pensar somente no presente faz com que você tenha aquele instinto de “vou gastar, não sei se estarei vivo amanhã”, gerando assim uma grande desorganização financeira.

É claro que o dinheiro existe para ser usado, mas isso deve acontecer com consciência. Você não vai deixar de gastar com algo que goste ou precise. Mas você também deve pensar no futuro, juntando dinheiro, investindo e poupando.

7.     Esperar para poupar

Muitas pessoas pensam que só vale a pena começar a poupar dinheiro se tiver um valor alto sobrando, mas isso não é verdade. O fato é que quanto antes você começar a juntar, mais rápido você começará a ver o resultado do seu esforço.

E o mercado de investimento pode ajudar nesse quesito, já que conta com aplicações de renda fixa com valores baixos, exatamente para quem deseja começar.

E não existe idade para começar a investir. Faça sua análise de perfil de investidor e identifique qual é a melhor aplicação para você começar o mais rápido possível.

Vale a pena ressaltar que todos esses hábitos que atrapalham sua vida financeira podem e devem ser mudados o quanto antes, de forma gradual, na medida do possível. São ações simples que não precisam ser feitas de uma só vez.

Quer mudar agora a sua vida financeira? Então, veja como começar a investir!

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.