Investimento para crianças: saiba tudo sobre o assunto

investimento para crianças

Texto por: Yours Bank

Você sabia que crianças podem investir? Existem várias opções de investimento quando o objetivo é usar a grana só daqui a muitos anos. Há desde as mais simples até outras bastante sofisticadas. 

Seu objetivo é acumular um bom dinheiro a longo prazo? Use os juros a seu favor – quanto mais tempo você deixar esse dinheiro rendendo para você, mais você ganhará. Porém, antes de começar a investir, é preciso conhecer e estudar muito.

Por isso, hoje passaremos dicas importantes para investir. Confira agora.

Dicas para investir que valem para todas as idades

1- Não confie na sorte

Ter sorte sempre é bom, né?! Entretanto, investir não depende apenas dela. É preciso saber o que você está fazendo. Estamos falando de um mercado que depende de diversas ações externas. Por isso, é importante compreender o cenário que estamos vivendo, e assim, os riscos podem ser minimizados.

2- Invista durante a crise

Ganhar dinheiro em meio à crise? ÓBVIO que sim! Durante este cenário surgem oportunidades valiosas. Fique atento às variações das taxas e pense no futuro para tomar uma decisão.

3- Aposte a longo prazo

No caso de investimentos para jovens e crianças, pense no longo prazo, como dinheiro para faculdade ou um intercâmbio, por exemplo. Lembre-se: é preciso ser paciente e não sair tirando o dinheiro dos investimentos.

4- Guarde um dinheiro para investir

Outra dica é: busque separar uma quantia mensal para investimentos, inclua esse valor no seu orçamento. Depender somente do valor que “sobra” no fim do mês não é uma boa opção.

5. Por fim, quanto antes melhor!

Quanto antes você começar a investir melhor. Dê esse presente para o seu filho. Abra uma conta em uma corretora. Vá montando uma carteira a longo prazo e faça aportes mensais. Com certeza que ele será eternamente grato pela sua preocupação nesse momento!

Como adquirir esses produtos de investimentos?

Você pode adquiri-los através de uma conta em nome da sua criança ou não. O processo é simples. Você apenas deve ter os seus documentos e os do seu filho e abrir a conta em uma corretora. Ele só precisa de CPF. E, hoje em dia, o processo é todo feito online. Não precisa nem sair de casa. 

Se as crianças podem investir, por que não investem?

A resposta é simples. Porque a maioria das pessoas não investe! A grande maioria dos brasileiros não conhece nada sobre investimento. Um estudo da Revista Exame revelou que apenas 24% da população economicamente ativa afirma fazer algum tipo de aplicação financeira. 

Falta educação financeira para adultos e crianças. E sem essa educação, as famílias não aprendem e não ensinam para as crianças. Esse tema sendo um tabu, a tendência é esse cenário só piorar. O problema é social e comportamental. Mas, como assim?

Você já ouviu falar no teste do marshmallow?

Esse teste foi criado por Walter Mischel no final dos anos 60. Ele funciona da seguinte maneira: uma criança recebe um marshmallow e uma instrução — pode comer o doce imediatamente ou esperar 5 minutos e comer 2 doces. 

Essas crianças foram acompanhadas ao longo de vários anos. A longo prazo, as crianças que demonstravam maior autocontrole e esperavam para comer o marshmallow, tiravam notas melhores e se tornavam mais bem-sucedidas.

Existem, claro, outras maneiras de interpretar o teste – mas vale a reflexão. 

Então, onde a criança pode investir?

Poupança

Sim, a poupança é um investimento, e pode ser um bom início. Qualquer banco oferece — e o trabalho que dá para investir na poupança é meramente transferir os recursos da conta-corrente. Com um detalhe: a maioria das instituições oferece a possibilidade de programar depósitos mensais automáticos, o que é um estímulo extra para poupar.

Mas não vai parar por aí hein? Confira aqui alguns motivos para não depender somente da poupança: https://emcash.com.br/blog/como-sair-da-poupanca/ 

Fundos de investimento

Se você busca rentabilidade a longo prazo, essa é uma boa aplicação. O investimento em fundos lembra o funcionamento de um condomínio: os investidores aplicam seus recursos e um gestor especializado escolhe que papéis comprar com o dinheiro de todo mundo, em simultâneo. 

A grande vantagem é contar com o gerenciamento profissional dos recursos. É importante destacar que as principais informações relacionadas às características e ao desempenho dos fundos são transparentes e disponíveis nos sites das instituições financeiras e da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Ações

Ao investir em ações, você compra uma “fatia” de uma empresa. Se essa empresa crescer ao longo dos anos, a tendência é que as ações se valorizem — e é aí que está o lucro para os investidores. Ações costumam ser consideradas boas opções para crianças porque, em geral, imagina-se que o dinheiro só será resgatado daqui há muito tempo. Pelas características dessa categoria de investimento, ele é normalmente recomendado para o longo prazo.

Na hora de selecionar as ações que você comprará, é preciso avaliar o setor de atuação da empresa, as perspectivas de crescimento, a seriedade da gestão. Muitas empresas deixaram de existir nesses últimos anos. Então se liga nesse tipo de investimento. 

Previdência privada

Várias instituições financeiras oferecem. Eles podem ser utilizados para guardar dinheiro por um período, e não necessariamente para a aposentadoria. Isso porque há várias opções de resgate dos recursos, entre elas a possibilidade de sacar tudo de uma vez. É o ideal para quem está economizando para pagar a faculdade ou bancar um intercâmbio quando o filho chegar aos 18 anos, por exemplo.

Quem investe nos planos de previdência privada paga pela gestão profissional por meio das taxas de administração. Há ainda a taxa de carregamento, paga sobre o valor de cada aporte efetuado no plano. Então tome cuidado com essas taxas. 

Tesouro direto

Quando aplica em títulos públicos, o investidor empresta recursos para o governo, para recebê-los de volta no futuro, com juros. O Tesouro Direto é um sistema que permite que pequenos investidores comprem esses papéis pela internet. Os títulos são considerados uma das aplicações mais seguras, porque a chance de o governo não pagar os investidores de volta é extremamente baixa.

Uma pergunta para você: Você não gostaria de ter começado a investir 10 anos antes? Sua vida estaria diferente? Por que não dar essa oportunidade para o seu filho?

Se sua resposta foi sim, leia agora sobre os riscos dos investimentos e aprofunde ainda mais seus conhecimentos sobre o assunto.

Quer conhecer mais sobre o benefício da EmCash? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.